domingo, 28 de fevereiro de 2010

O LOBO MAU E OS 300 PORQUINHOS

Ah, pois é meus meninos querem andar a brincar às corridas em dias de Temporal, incharam que nem uns porquinhos com o sopro do Lobo Mau.
Esta é a frase que me parece mais apropriada para o que se passou ontem em Arronches.
A febre do Duatlo está instalada e nem o Alerta Laranja da protecção civil fez o pessoal ficar em casa.
A equipa das "obras" da Câmara de Peniche deixou o leito materno às escuras com rajadas de 160 kms/h e ondas de 7 metros e foi num instantinho a terras de Alem Tejo vêr como é que estava o tempo e voilá um dia "lindo" com umas pitadas de pedraço e rajadas de vento um tudo ou nada abaixo dos 100 kms/h.
Em relação à prova propriamente dita, está visto que eram só malucos pois qualquer mortal com dois dedos de testa não se punha a andar de bicicleta naquelas condições, mas já me ia esquecendo, o Duatlo começa com uma corridinha, e deu jeito para aquecer pois como já se aperceberam o tempo estava "um tudo nada" agreste.
Fiquei surpreendido com a psicologia de grupo criada no momento de partida em que a vontade de partir na fila da frente e ao mesmo tempo manter o corpinho quente, conseguiu entalar todos em 10 m2, não me lembrava de tamanha façanha desde o tempo do concurso de televisão para meter 20 gajos dentro de um mini.
Soou a buzina e abriram as velas, o vento fez o resto, literalmente voámos nos primeiros 2 kms, até virarmos ao fundo de uma recta sem fim, o pessoal apoiava-se no Bidon para não cair, mas não evitavam desfrisar logo ali os caracois, os Sioux, bem podiam utilizar a técnica para arrancar escalpes, perante as novas condições de corrida tratei de esconder-me atrás de um "ARMÁRIO", até  o vento passar e chegar à transição, obrigado Cipriano ( o moço tem para aí 2 mts de altura por 1,5 de largo) .
Chegado à transição ála que os primeiros já vão longe, apesar de ser a subir com o vento pelas costas, pensei é rapaz estás cheio de força e segui com essa ilusão a 40 kms/ h até  nova sinalética de vento (percebi que a organização metia um bidonzinho e bastava contorná-lo para vir o sopro do lobo mau ), se na corrida o vento dava para arrancar o escalpe na bicicleta o requinte era muito maior pois as rajadas de vento vieram acompanhadas de umas pedritas pequenas que caíam do céu e arrancavam a pele da cara, sem querer dava por mim a fazer caretas com a boca de lado e a espumar-me da boca.
Nada de mais, pior só mesmo quando apanhava uns miúdos para aí de 45 kgs, que andavam aos SS´s na estrada a ver se conseguiam mandar alguém ao chão, mas como se diz a sorte proteje o menino e o borracho e lá chegámos sãos e salvos ao Parque de transição. Aí a tortura foi ainda mais dolorosa pareciam umas agulhas a picar-me os gémeos , mas fiz por esquecer-me delas, no entanto foi vê-los a passar por mim até à meta.
Como podem perceber valeu a pena fazer 300 kms para 1 hora a brincar ao sopro do Lobo Mau.

P.S. - A meio do segmento de ciclismo comecei a ouvir AI, AI ,AI, AI, pensei para mim, algum gajo mordido por um Javali acoçado pelo vento, afinal era um moço com umas caimbrãs, tsssssss, se não era melhor ficarem a fazer alongamentos na caminha ...

12 comentários:

david caldeirao disse...

;-).....
há coisas que só se aprendem..., quando passamos por elas!!! e agora, Grândola e Cadaval..., já com bom tempo!!! espero...

João Correia disse...

Pois é!
Foi o que me pareceu, que a coisa deve ter sido feia. Mas, caramba! a paixão é maior. Enquanto ía olhando para as horas e no meu canto quentinho, mas roendo as unhas (como explicar esta atracção para o abismo?), pensava no vosso sofrimento, pensava que não deveria estar a ser nada fácil...pensava até que, se calhar a organização até teria cancelado a prova?! Qual quê.
Estão todos de parabéns.
Grande abraço.

Dário Santos disse...

De facto, foi fantástico todo o ambiente em torno da prova, antes, durante e depois.
Foi uma prova dura para todos, falando por mim, a parte do vento de lado contra mais o granizo foi muito dura, vir a direito a 16km/h é muito duro, peço desculpa por não ter acompanhado o grupo na segunda volta, mas preferi jogar pelo seguro e evitar os tais putos aos ésses, opção que me saiu cara, mas melhor tempo virá!!
Forte abraço, até Grândola!

Alsul - Alentejo disse...

Gostei do título post...
Realmente parecia a história do lobo mau, grande ventania...
Só mesmo a pessoal do Duatlo para aguentar tais condições climatéricas em Arronches...

Triatlo da Maria disse...

Já dei umas boas gargalhadas a ler o teu relato da prova de Arronches. Realmente foi uma verdadeira aventura. O pessoal do Duatlo/Triatlo devia pensar em protagonizar uma nova versão de " E tudo o vento levou" :-) :-)

Happyman disse...

Não sejas menino pá. Os Homens não se queixam das condições...Dizem "É só isto que consegues?" e a seguir vocalizam uma gargalhada maquiavélica. Ou então ficam em casa, como eu :)

Bela altura para não se poder ir a provas ;)

sedi disse...

Esteve mau...mto mau mesmo,mas também não é caso para tanto!
Quem conta um conto...

Para alguns, como eu, nada como abri a época com uma prova destas. Pelo menos no que respeita ao clima, tudo o resto só poderá ser melhor...espero!

Sapo da Barragem disse...

Foi um Duatlo só para gente bem disposta, quem não gosta, coma couves.
Eu acho é que o meu amigo já não está a aguentar a pressão de quem lhe começa a morder os calcanhares a cada prova que passa.
Os Sapos da Barragem estão a começar a aparecer!!

Carlos Alexandre Lopes disse...

Obrigado... graças a este Blog, tive 68 entradas no Mês de Fevereiro

Vitor Lopes disse...

Que tal uma espreitadela em www.aguias.alpiarca.pt para verem as fotos de Arronches, as mesmas estão em albuns nos artigos

sica disse...

Agradeço a todos os que deixaram o vosso comentário, este pretende ser um espaço de partilha de opiniões.
David, és um exemplo que acompanho com atenção.
João põe-te bom depressa para não ficares em casa a roer as unhas.
Dário foste muito forte no Ciclismo, no entanto por vezes vale a pena trabalhar em equipa.
ALSUL, Parabéns pelo trabalho efectuado tive oportunidade de ler o site e é um excelente contributo para as gentes de Arronches e um bom exemplo do que deve ser a imprensa regional, perto das populações e daquilo que se passa na nossa terra.
Maria, força com esse ombro.
Alexandre, a prova ao pé das series que prescreves de natação foi uma papa, obrigado pela forma como me tens ajudado a evoluir no Triatlo.
Sedi, a época promete, ainda no inicio e a deixar o Lobo o Delio e o Rodrigues para trás estás uma máquina, quanto ao post, foi isso mesmo um conto não pretendia ser um relato fidedigno da prova.
Raul, força rapaz a comcorrência é sempre positiva.
Carlos Lopes o teu blog é um espaço onde aparecem vários artigos com bastante interesse por quem gosta de atletismo, daí o seu sucesso.
Vitor, o site dos Aguias já está no blog, para ir acompanhando, Parabéns pela cobertura fotográfica.

R. Reis disse...

O blog é extremamente recente! Já agora obrigado por acompanhar e pela dica! ;)
bons treinos!