segunda-feira, 21 de junho de 2010

CONTA-ME COMO FOI

Este fim de semana rumei ao Alentejo, "Além Tejo da minha alma, tão longe me vais ficando", uma prova "mitica" para os Dinossauros da modalidade que a vêem com saudade e nostalgia, eu fui um observador atento e fiquei "saciado" com a experiência, parece que tudo começou há muitos anos atrás quando ainda se corria com top e slip gitanes, na altura em que eu estava ali ao lado em Évora a praticar um "desporto" mais condimentado à base de petiscos, tintol e guitarradas que me levou quase aos 3 digitos de peso, de facto justifica-se, que quem me conheceu na altura me diga agora, que pareço uma "bailarina anoréxica".
Vamos a factos, no próximo fim de semana vou ter um grande desafio o Campeonato da Europa de Longa distância de age-groups, esperam-me 4 kms de natação, 120 kms de ciclismo e 30 kms de corrida, serão seguramente mais de 7 horas a competir e espero no final ter o gosto de dizer " está feito". Este triatlo de Vila Viçosa servia para testar sensações e participar numa festa, que começou logo no Sábado com o Campeonato Nacional de Duatlo uma estafeta por equipas onde testávamos os limites do batimento cardíaco durante vinte e muitos minutos, foi de tal forma que o borrego que comi ao almoço começou aos pulos e só não saltou "cá pra fora" por milagre.
Aproveito para avisar todos os triatletas que a entrada no parque de transição obedece actualmente a um "dress code", sendo que os "porteiros" estão mais rigorosos que as porteiras do Frágil, portanto no caso de não serem "figuras públicas", poderão ver vedado o acesso ao parque de transição caso não levem a vossa "licra" vestida, acho absurdo este comportamento. Não se justifica que numa prova onde temos de dar entrada no parque de transição 3 horas antes do inicio, não baste levar dorsal, capacete, bicicleta e chip, por acaso até levava fato de treino, t-shirt e sapatilhas, mas os "porteiros" foram perentórios sem "licra" fica à porta, se faz favor expliquem a estes Srs. que existe uma coisa que se chama bom senso e já agora expliquem também que disciplina é diferente de autoritarismo.
Entretanto ainda tivemos direito a uns merengues e semba no cine teatro para adormecer a criançada. Domingo soou cedo o despertar, preparar as coisas e rumar de autocarro para a Barragem de Luceficit onde estava montado um arraial popular com luzes, decoração à maneira e um porco a assar no espeto, ainda pensei em ficar por ali a ajudar os assadores a beber umas  minis, mas acabei por ser o primeiro a ir provar a água, como a temperatura até estava agradável, achei que a decisão mais sensata era mesmo andar a puxar durante duas horas e tal pelo corpinho.
Com a pontualidade já habitual, às 10.00 soa a buzina e aí vão cento e tal mamiferos direitos a uma boia amarela lá loooooonge, o segmento foi feito sem fato e fui na companhia de alguns ilustres especimes do Jurásico superior, sai da água na azáfama habitual, pelo canto do olho vislumbro os "assadores" do porco, um último pensamento, fico, não fico, lá segui rumo a Vila Viçosa, depois da má disposição com o Borrego do dia anterior, desta vez ia enjoando com tanto sobe e desce, quem disse que o Alentejo é plano, no final do segmento um troço do "Paris- Roubaix", na passagem por Bencatel, com o povo na rua a aplaudir os atletas, é bonito e sabe bem para quem vai ali a dar ao pedal.
Chegada a Vila Viçosa e estava na hora do peddy- paper, com passagem obrigatória quatro vezes pelo Castelo e todas as ruelas da Vila para se ficar a saber o nome das mesmas e garantirmos que nos ficavam na memória até ao próximo ano, no final a meta e um almoço convivio, com todos já  instalados numa bela sombra, que os termómetros já passavam dos 30º.
Conclusão,  isto é um Triatlo, meus amigos, e para quem gosta é do melhor para manter a boa disposição.
No próximo Sábado há mais, em doses cavalares e com sotaque Espanhol, depois conto como foi...

7 comentários:

david caldeirao disse...

quem passa por Vila Viçosa... não esquece!!! e posso assegurar que com 40º ainda é melhor ;-D
no sábado vai ser "até ao osso" podes ter a certeza...
até Vitoria-Gasteiz!!!

Rui Pena disse...

Que te corra bem em Vitória.

Abraço,

Rui Pena

pteles disse...

Boa sorte Paulo.
O treino está ai. Que para nós, amadores, é a parte mais dificil. A prova é a parte mais facil! Vai-te correr bem!
E quando começar a doer na corrida...não comeces a pensar..."como é que vou correr 42km" em Agosto:)))
PT

Fernando Carmo disse...

De facto, Vila Viçosa é um marco para quem gosta de Triatlo! Mas, fazer um "triplo olímpico" será outro.

Quanto se trabalha o "lucro" vem ao de cima. Espero poder ver-te a chegar, empenado, seguramente, mas feliz!

Abraços,

FC

Anónimo disse...

Espero que tragas na bagagem um bom resultado e que seja de encontro aos objectivos que foram traçados durante a preparação para este evento.
Paulo Pitarma
http://goncalopitarmablog.blogspot.com/

joao rita disse...

Força ai companeiro pois quem faz Vila Viçosa tudo o resto é uma bricandeira...

1 abraço
http://estremoztriatlo.blogspot.com/

Ricardo Francisco disse...

excelente report Sica. Aproveito para te desejar a melhor das sortes para sábado. O treino está feito e agora é hora de treinar a mente que nestas coisas longas ali pelos 20km da corrida contam muito muito. Força e um abraço