quinta-feira, 1 de julho de 2010

TRIATLO DE GASTEIZ

Magnificos e sublimes, são as palavras que tenho para definir os últimos dias.
Há uns meses atrás achei que seria uma boa ideia treinar para desafiar os meus limites, no final de fazermos Triatlos na distância Sprint, Olimpica, Dupla Olimpica ou  Half Iron Man, começamos a pensar que o verdadeiro desafio está em fazer a Distância mitica do Iron Man, mas faltava-me ainda uma última etapa o Triplo Olimpico, e o Campeonato da Europa de AgeGroups que se realizou no País Basco oferecia-me essa oportunidade.
O País Basco é fantástico as suas gentes e cultura fazem-nos sentir em casa e enchem-nos os olhos com uma paisagem magnifica de cortar a respiração.
A aventura começou ainda no final de tarde de quinta-feira com a Cerimónia de abertura e as boas vindas a atletas e familiares, na sexta de manhã um treino matinal com um cross ligeiro na bruma da manhã seguido de umas braçadas na grande Albufeira onde se iria realizar o segmento de natação.
Últimos preparativos e tudo pronto para a prova, quando chegámos a Landa a agitação já era grande, colocar todo o material no Parque de transição, assistir à largada dos elites e 25 minutos depois lá fomos nós em direcção a uma boia que se perdia no horizonte, a navegação era fundamental para fazer um bom segmento e as coisas correram de acordo com o previsto 1 h 13 m, nos 4 kms de natação e com o aquecimento feito para o resto da prova. O segmento de ciclismo apesar dos desniveis constantes dava para rolar a bom ritmo e era com facilidade que nos sentiamos entusiasmados a rolar cada vez mais forte, por muito avisado que estivesse, a pedalada saía fácil e o passar por outros atletas era um incentivo para forçar ainda um pouco mais, por volta do km 90, comecei a notar algum cansaço e a média começou a descer, pensei que me estava a alimentar e hidratar bem e devia gerir até ao final do segmento, depois logo se via como me iria sentir. Fiz a transição nas calmas, mas é verdade que me sentia cansado e ainda tinha 30 kms de corrida pela frente, tentei colocar um ritmo constante, mas o cansaço estava lá sentia que ia num trote ligeiro mas não dava mais, parecia que não conseguia meter outra mudança, a partir do segundo abastecimento optei por parar nos abastecimento e voltar a arrancar, vejo passar um gajo a correr com uma bomba às costas e pensei " será que este está à espera de dar ar às pernas quando rebentarem, é que se funcionar peço já a bomba emprestada", lá sigo devagar e passo certo e está feita a primeira volta, o passar pelo Pavilhão com o apoio da familia e dos muitos Portugueses deram uma força adicional, troquei algumas palavras com o Alexandre, lembro-me de sentir mais forças , mas o ritmo pouco aumentou, "vi uma águia lá no alto e pensei não me digas que é um abutre que já está à espera dos meus restos", mais uma volta e só faltavam 10 kms, mas as forças agora ainda eram menos, lá fui seguindo pé ante pé até ao km final, entrar no pavilhão vêr a meta e um sentimento de satisfação tomou conta de mim.
Tinham-me avisado que seria até ao osso mas à coisas que só percebemos quando passamos por elas por muito que nos avisem.
Recuperei bem e retirei uma grande aprendizagem para terminar o meu primeiro Iron Man a 15 de Agosto em Copenhaga.
Os últimos dias foram junto da família a disfrutar as magnificas praias Cantábricas, cada vez gosto mais do espirito do Triatlo e da sua Tribo.
Um muito obrigado a todos os que me têm acompanhado e incentivado nesta aventura que é o Triatlo. 

8 comentários:

Triatlo da Maria disse...

Parabéns pela prova !!

Rui Pena disse...

Parabéns Sica,


Agora já estou à espera do teu relato de Copenhaga.

Obrigado por partilhares isto.

Abraço,

Rui

Sapo da Barragem disse...

Á Granda Costa!!! Parabens pelo magnifico feito. Eu então agora ando a treinar para a minha modalidade de eleição: comes e bebes!!! Já sabes que com o mundial só puxa para isto, ainda por cima fui à Africa do Sul assistir ao Portugal-Brasil. Mas enfim..........ver se retorno aos treinos que já sinto saudades.´
Para concluir, só para te informar que o teu homónimo F. Costa comprou uma bicicleta de estrada e anda a dedicar-se ao ciclismo. Temos homem, ehehehe!!!
Grande abraço.

João Correia disse...

Um sonho, trabalho, mais trabalho, supervisão, trabalho, testagem, mais abnegação, mais trabalho, exemplo de dedicação, e aí está, o feito alcançado, a antever que Copenhaga está perfeitamente ao alcance.
Parabéns, Sica.

Jordão Alves disse...

Parabens, penso que o dificel nao é fazer a prova mas sim treinar para ela !!!
Que seja a 1ª de muitas...
Abraço.

Triatleta disse...

Está feito. Parabéns!!!
Venha o próximo desafio a 15 de Agosto.
Um abraço,
TriPP

david caldeirao disse...

;-) e pensar que o IM são "SÓ" mais 60km de bike e 12km a "correr", vá lá que no inicio são menos 200m a nadar!!! até me dá "caimbrãs cerebrais"..., estás uma Mákina, upa Portu!!!
abraço,

Lébre disse...

Parabens colega, se para mim eras um campeão... agora és um super e copenhaga estrá no papo hi hii hiii abraço