sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

ANATOMIA DE UM EMPENO

Pois é meus amigos, elas não matam mas moem, e dizem que com a idade, vão moendo cada vez mais, atribuem tal facto ao sindrome PDI.
Mas vamos a factos, treinos a arrastar-me mesmo muito ligeiros, dores nas articulações, custa-me a correr, custa-me a nadar, basicamente quase tudo me doi.
Bom face ao diagnóstico, duas opções se colocam, ficar quieto e sossegado à espera que tudo volte ao normal ou ir correr 40 kms no meio da natureza bruta e esperar que os ares da Serra D´Aire tenham um efeito revitalizador.
Bem tenho até Domingo para tomar uma decisão, quem diria que um Duatlo em Sprint me iria deixar neste estado.

4 comentários:

Carlos Castro disse...

Diálogo entre dois antagonistas:
RAZÃO: "Senta-te e fica quieto!... Ou preferes contrair uma lesão mais grave?! Vê o exemplo do tipo que está agora a escrever isto... arrumado!"
CORAÇÃO: "Não digas disparates! Isto não passa de uma dorzita e as serras de Aire e Candeeiros são deslumbrantes! Vais perder este Trail?!..."
E AGORA?...

david caldeirao disse...

duatlo sprint??? mas tens noção do esforço que fizes-te??? 1:45 de esforço com média > 170bpm...
domingo deves ir!!! bem 40km é um bocado :-P mas se fizeres isso em ritmo regenerativo..., ficas como novo :-)
para teu consolo, não és o unico que anda estoirado!!! aproveita esta semana de descanso...
forte abraço

José Miguel Pereira disse...

É como o David diz! Duatlo sprint? Vai lá vai (e não leves a manta) aquilo é sempre a rolar!
Esta semana, as míseras 2h horas de treino que já consegui completar foram de natação, sendo largamente superadas pelas horas de gelo e sofá!
(porque isto de correr com caimbras e sempre com o coração em alto rendimento tem muito que se lhe diga. Em relação ao trail, apenas te aconselho cautelas redobradas pois com esta água toda aquelas pedrinhas devem estar bem escorregadias! Boa sorte.

Ricardo C. disse...

"Rapaz", a PDI chega a todos. Mas tu ainda és novo. Põe-te é a bombar. :) Estou no gozo, se achas grave descansa e sê consciente. Se muito grave, umas análises nunca fizeram mal a ninguém. ;)

Um grande abraço e as melhoras
Ricardo Correia